Domingo, 8 de Julho de 2007

Souza Dantas, um «justo» brasileiro

Recentemente Thiago Cohen evocou aqui a memória do «justo» brasileiro João Guimarães Rosa. Porém, o Brasil tem dois cidadãos, ambos diplomatas, a quem foi prestada essa justa homenagem. O outro é Luis Martins de Souza Dantas que concedeu, à revelia do seu governo, centenas de vistos a judeus franceses, salvando-os de uma morte certa.

Dantas serviu como embaixador do Brasil em França durante o período da ocupação nazi. Em 1940 pediu e recebeu permissão do MNE brasileiro para conceder um número limitado de vistos a cidadãos franceses. Apesar de o Brasil ter banido a imigração de judeus, ele concedeu vistos diplomáticos a centenas de judeus permitindo-lhes escapar ao regime de Vichy.

A revista Morashá publica um resumo da biografia deste «justo» baseada na obra do historiador Fabio Koifman "Quixote nas Trevas".
publicado por MJ às 23:21
link do post | comentar

Coordenação

MJ
Lisboa, Portugal

Perfil Completo

Contacto

europae65@gmail.com

Links

Tags

todas as tags

Posts Recentes

A Vida dos Livros por Gui...

Os Justos das Nações

Para Saul Friedländer, o ...

Enciclopédia do Holocaust...

Diabólica alquimia totali...

I conferência sobre o Hol...

Friedländer homenageado n...

A Vanguarda do Horror

«Shoah» de Claude Lanzman...

Uma obra dedicada à juven...

A banalização do Mal ou q...

Aristides de Sousa Mendes...

Ensinar o Holocausto aos ...

Somos todos Judeus

Os «Protocolos dos Sábios...

Charlotte Salomon

Um oficial do Exército al...

Holocausto: uma obsessão ...

"Memória do Holocausto". ...

Yad Vashem distinguido na...

Arquivo do Blog

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

blogs SAPO

Subscrever feeds