Quarta-feira, 18 de Julho de 2007

Vélodrome d’hiver

Há 65 anos teve lugar a rusga do Vélodrome d’hiver (Velódromo de Inverno). A 16 de Julho de 1942, às 4 horas da manhã, 12.884 judeus foram detidos. Entre eles estavam 4.051 crianças 5.802 mulheres. A maioria foi enviada para o Vélodrome d’hiver, situado no 15º bairro de Paris. Os outros foram levados directamente para o campo de concentração de Drancy. A polícia francesa do regime de Vichy teve um papel fundamental nas detenções.
Vélodrome d’hiver converte-se numa prisão provisória. Durante 5 dias, 7.000 pessoas vão tentar sobreviver sem comida e com um único acesso à água. Os que tentaram fugir foram imediatamente abatidos. Uma centena de prisioneiros suicidar-se-á.
A rusga do Vélodrome d’hiver representou mais de um quarto dos 42.000 judeus enviados para Auschwitz em 1942. Só 811 regressaram. Em 16 de Julho de 1995, o presidente da República Jacques Chirac reconheceu a responsabilidade da França na rusga e na Shoah.

Carta de Marie Jelen comunicando ao pai a sua detenção

publicado por MJ às 22:45
link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 15 de Abril de 2007

A cerimómia de Lisboa vista por Kiki Anahory Garin

Sêlo postal emitido pelos CTT em 2004, comemorativo do centenário da Sinagoga Shaaré Tivká


O Dia de Recordação do Holocausto e do Heroísmo comemora-se em Israel a 27 de Nissan do calendário judaico, que como sabem difere do nosso que é o gregoriano. Esta data foi estabelecida pelo Knesset de Israel em 1959, e é feriado nacional; a maioria dos estabelecimentos estão encerrados, as bandeiras a meia haste… é um dia de luto nacional.
Este ano, o Yom Hashoá é celebrado, amanhã, dia 16 de Abril, tendo como tema principal: “Testemunhas e Testemunhos: até que saibam as últimas gerações”, ou seja, que o testemunho dos sobreviventes possa ser transmitido de geração em geração.
As Comemorações, de acordo com as tradições judaicas, começam na véspera ao pôr‑do‑sol e terminam no final do dia seguinte.
Incluem diversas cerimónias oficiais, colóquios e conferências algumas dedicadas especialmente aos jovens, tendo como objectivos principais, por um lado, recordar os 6 milhões de judeus assim como os cerca de 2 milhões de não-judeus vítimas do regime nazi, por outro, homenagear todos aqueles que, mesmo pondo em risco as suas vidas, ajudaram a salvar os judeus, e por último, ensinar às novas gerações o que foi o Holocausto.
A televisão e a Rádio transmitem não só as cerimónias, mas também programas alusivos a esta página negra da história dos Judeus e da Humanidade.
As Comemorações têm lugar por todo o pais, mas as principais decorrem no Yad Vashem, em Jerusalém.
Este Memorial do povo Judeu aos seus cerca de 6 milhões de mortos durante o Holocausto(calcula-se que cerca de 1,5 milhões eram crianças) engloba não só, um enorme complexo de museus, onde se podem ver diversas exposições, assistir a conferências e filmes sobre este genocídio, mas também, monumentos, memoriais e jardins, entre eles o Jardim dos Justos dedicados à memória dos não‑judeus que ajudaram a salvar um judeu que fosse dos horrores do nazismo.
Destas cerimónias destaco algumas por serem as mais significativas:
Dia 15 de Abril
Às 20.00 horas:
Cerimónia de Abertura do Dia da Lembrança do Holocausto, com a presença do Presidente e do Primeiro-ministro de Israel, de altas individualidades, de sobreviventes, seus filhos e família, na esquina da Praça do Ghetto de Varsóvia.

Nesta cerimónia, 6 Tochas, representando os 6 milhões de Judeus, são acendidas por 6 sobreviventes.
Dia 16 de Abril
Às 10.00 horas:
As sirenes aéreas soam durante 2 minutos. Durante este período, o trabalho é interrompido, transportes públicos e automobilistas param… Israel mantém-se inerte e em silêncio em memória das suas vítimas.

Das 10.30 às 12.30 horas:
Tendo como tema “Sob cada pessoa existe um nome”, membros do público, vão lendo os nomes das vítimas.

Às 13.00 horas:
Cerimónia principal que decorre no “Hall of Remembrance”.

Um dos momentos mais altos deste dia é, quando diversas personalidades, nomeadamente, os sobreviventes e familiares das vítimas, depositam flores no solo, em frente das Tochas.
Às 19.00 horas:
Final das cerimónias com uma conferência sob o tema: “Encontrar a Força”.

Provavelmente, alguns dos que me estão a ler, estranham o facto de existirem duas datas diferentes para recordarem o mesmo acontecimento, pois como sabem as Nações Unidas, em Novembro de 2005, instituíram o dia 27 de Janeiro como “O Dia Internacional de Recordação das Vítimas do Holocausto” (ver meu post na Tag Holocausto).
Também eu fiquei intrigada com este facto. Tentei encontrar uma explicação mas nada descobri.
Nos últimos anos, foram vários os países e muitas as Comunidades Judaicas, espalhadas pelo Mundo, que adoptaram o dia 27 de Nissan, como o Dia da Recordação do Holocausto e do Heroísmo.
A Comunidade Israelita de Lisboa associou-se também a este dia. A sua Vice‑presidente, Esther Mucznik, explicou durante os noticiários da Rádio Europa Lisboa (90.4 FM) o significado da Cerimónia que se realizou hoje às 19.45 na Sinagoga de Lisboa.
Foi com grande orgulho mas de coração pesado que estive presente na Cerimónia que decorreu na Sinagoga de Lisboa, prestando assim a minha homenagem aos 6 milhões de Judeus mortos, bem como a todas as outras vítimas do Holocausto.
Foi uma cerimónia simples mas muito comovente, pois além de um vídeo com testemunhos de sobreviventes, foram ainda lidos diversos testemunhos.
Seguindo o lema de que: “Sob cada pessoa existe um nome” foram, também, lidos dezenas de nomes de vítimas, cujos familiares pertencem a esta Comunidade. Foi observado um minuto de silêncio.
Seguiu-se uma pequena cerimónia religiosa em memória de todas as vítimas.

Não podemos esquecer e menos ainda deixar esquecer, pois os mortos do Holocausto não são simples números mas sim pessoas com um nome.
Termino com uma inscrição que consta da base de dados do Yad Vashem, que inclui mais de 3 milhões de nomes de vítimas do Holocausto.
“Gostaria que alguém recordasse que um dia, algures, viveu uma pessoa chamada David Berger”.
Shalom, Kiki Anahory Garin

publicado por MJ às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (1)

Nunca mais!

publicado por MJ às 00:03
link do post | comentar
Sábado, 14 de Abril de 2007

Homenagem às vítimas do Holocausto: 15 Abril

O blogue Jazza-me Muito informa que «A Rádio Europa Lisboa recorda, este Domingo, dia 15, o genocídio de 6 milhões de judeus pelos nazis.
A Sinagoga de Lisboa homenageia as vítimas do Holocausto, ao fim da tarde (19h45). Ao longo do dia, em 90.4 fm, Esther Mucznik, Vice-Presidente da Comunidade Israelita de Lisboa, explica o significado desta homenagem, nos noticiários da Europa.
publicado por MJ às 21:32
link do post | comentar
Quarta-feira, 11 de Abril de 2007

Homenagem às vítimas do Holocausto em Lisboa





ACTO SOLENE DE YOM HASHOÁ
EM HOMENAGEM ÀS
VÍTIMAS DO HOLOCAUSTO
Neste domingo - Dia 15 de Abril - 19h45
publicado por MJ às 16:38
link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 10 de Abril de 2007

Holocaust Memorial Day

Fazendo uso das novas tecnologias e adaptando-as exemplarmente às actividades escolares os alunos da Preston Lodge High School, de East Lothian, Escócia, produziram uma curta-metragem de 7 minutos para assinalar o Holocaust Memorial Day, em 27 de Janeiro de 2006.
publicado por MJ às 23:43
link do post | comentar

התקוה

«Chego pelo Kontratempos (sempre ele, no que a estas matérias diz respeito...) a uma gravação do Hatikvah, datada de 1945.
O Hatikvah é, para mim, o mais bonito hino de todos os hinos que conheço - e conheço muitos, que parte da minha infância foi passada a olhar para mapas, bandeiras, capitais e letras de hinos, tentando sempre que possível encontrar registo sonoro dos mesmos. E muito antes de sequer perceber o simbolismo e a mensagem que transporta, elegi o Hatikvah como o mais bonito de todos.Mais tarde, quando tive idade para perceber e sensibilidade para escolher, quando o meu fascínio por Israel se alastrou, dei por mim a chorar enquanto o ouvia, assumo-o sem qualquer espécie de vergonha. É mais forte do que eu, e presumo que cada um de nós tenha um bocado de si a emocionar-se demais com um ou outro assunto (há quem lhes chame causas).Cantado pelos sobreviventes do campo de concentração de Bergen-Belsen, o
Hatikvah da gravação não passou por mim sem deixar a sua marca nos meus olhos.E porque se aproxima o Dia de Lembrança dos Mártires e Heróis do Holocausto, aqui fica a canção de esperança. Porque, como já uma vez disse, só isso pode ter suportado os que sobreviveram e só isso pode ter alentado os que pereceram.»
Adolfo Mesquita Nunes, 4 de Abril de 2007, no A Arte da Fuga
publicado por MJ às 16:45
link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

Contai aos vossos filhos…

(Enviado por Kiki Anahory Garin e publicado, em 27.Jan.07, em KAnahory)

Não pretendo “bombardear-vos” com post sobre os Judeus, mas não podia deixar passar o dia de hoje sem lhe fazer uma pequena referência.
Hoje, dia 27 de Janeiro, celebra-se o dia da Jornada Nacional da Memória pelas Vítimas do Nazismo. A 27 de Janeiro de 1945, foi libertado o Campo de Extermínio de Auschwitz, onde morreram cerca de 1,5 milhões de pessoas, das quais 90% eram Judeus.
Passados que são 62 anos, Auschwitz tornou-se o símbolo do terror, do genocídio e do Holocausto…
Jamais poderemos esquecer todos os horrores do Holocausto. Sobretudo, quando nos dias de hoje ainda há muitos que negam a sua existência, como por exemplo, o Presidente de Irão Mahmoud Ahmadinejad e, em que a existência do Estado de Israel é sistematicamente ameaçada.
Como seres humanos que somos temos a obrigação de não esquecer e de não deixar que as gerações futuras esqueçam.
Temos a obrigação de tudo fazer para que NUNCA MAIS, em parte alguma, povo algum tenha que passar por um outro “Auschwitz”!!!
Termino este post, da mesma forma que já terminei um outro sobre o Holocausto, com uma citação da Bíblia:

Ouvi, anciãos, e prestai atenção!
Vós todos, que habitais a Terra.
Foi no vosso tempo que isto se passou,
Ou no tempo dos vossos pais?
Contai aos vossos filhos,
E que eles o contem aos filhos deles,
E os filhos destes à geração seguinte
.

Shalom
Kiki Anahory Garin
publicado por MJ às 21:05
link do post | comentar | ver comentários (3)

Dia da Lembrança do Holocausto - 16 de Abril de 2007

O museu Yad Vashem abriu um mini-website «Bearing Witness» dedicado ao Dia da Lembrança do Holocausto (16 de Abril de 2007) onde inclui vária informação sobre o tema e o calendário das comemorações. Existe uma site do Yad Vashem é visitado anualmente por milhões de pessoas. Em 2006, 4,5 milhões de visitantes exploraram o site. No primeiro trimestre deste ano já registou mais de 1,5 milhão de visitantes, numa média de 17,300 visitas diárias. O sítio disponibiliza informação em hebraico, inglês, francês, russo e farsi. Uma secção em árabe está a ser construída. Material educacional está disponível em croata, italiano, polaco, lituano, francês, alemão, húngaro, espanhol, romeno, flamengo e checo.
publicado por MJ às 11:26
link do post | comentar

Coordenação

MJ
Lisboa, Portugal

Perfil Completo

Contacto

europae65@gmail.com

Links

Tags

todas as tags

Posts Recentes

Vélodrome d’hiver

A cerimómia de Lisboa vis...

Nunca mais!

Homenagem às vítimas do H...

Homenagem às vítimas do H...

Holocaust Memorial Day

התקוה

Contai aos vossos filhos…

Dia da Lembrança do Holoc...

Arquivo do Blog

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

blogs SAPO

Subscrever feeds